terça-feira, 17 de maio de 2011

Hebie Hancock

1962 - Takin' Off
Gênero: Jazz



Herbie Hancock figura entre os melhores pianistas de jazz de todos os tempos. Você pode não ser um conhecedor da obra do pianista, mais é praticamente impossível não ter ouvido uma vez na vida a música “Cantaloop Island”, que a meu ver é uma das composições mais conhecidas de Hancock. O pianista também tocou ao lado de grandes músicos, como por exemplo, Miles Davis, da qual fez parte do quinteto. Hancock ficou conhecido por sua mente aberta para a música, prova disso é que o pianista tocou vários gêneros ao longo das décadas, como o jazz de vanguarda, o hard bop, o gospel, o rock, o funk, o pop, e até mesmo música brasileira.

Como todo músico em inicio de carreira, Hancock fez inúmeras participações, mais que serviu como um aprendizado e principalmente para torna-lo conhecido no meio jazzístico e consequentemente ajudou a abrir muitas portas. No inicio Hancock tocou no quinteto do trompetista Donald Byrd, ao substituir o músico Duke Pearson. Isso foi o bastante, para que o jovem pianista participasse da sua primeira sessão de gravação profissional, o que resultou no álbum Out of This World do saxofonista Pepper Admans, seu parceiro no quinteto de Donald Byrd. Depois de participar da gravação de mais três álbuns, finalmente surgiu o convite para que ele gravasse o seu primeiro álbum como líder.

Takin Off (1962) marca a sua estreia como líder e no selo Blue Note. O titulo foi muito apropriado, já que aos 22 anos, Hancock já se mostrava um músico competente e que iria decolar na sua carreira musical. O produtor Alfred Lion procurou apostar todas as suas fichas no pianista e não queria decepcionar, assim convocou dois músicos de peso do seu elenco para acompanha-lo nas gravações: o veterano saxofonista Dexter Gordon, expoente da geração do bebop, e o trompetista Freddie Hubbard, que se tornou um parceiro frequente do pianista em épocas posteriores. E completam o time o baterista Billy Higgins e o baixista Butch Warren.

O resultado não poderia ser melhor, Herbie Hancock fez jus a todos elogios e gravou, o que foi considerado como uma das maiores estreias do jazz. Não é a toa, afinal qualquer veterano adoraria ter escrito a clássica “Watermelon Man”, uma canção contagiante, com uma base solida e marcante de piano, acompanhado pelos solos precisos do trompete e saxofone, e que ao longo dos anos se tornou um standard do jazz. Porém o álbum não resume apenas a uma música, o repertório inclui outras canções de peso, como “Three Bags Full”, “Empty Pockets”, “The Maze”, “Driftin'” e “Alone and I”, que diferente das demais apresenta um jazz quase em forma de balada romântica. Mais trocando em miúdos, as músicas seguem basicamente a mesma linha, claro que cada uma com a sua particularidade. Essa versão que foi relançada posteriormente em 1996, ainda traz três takes alternativos e remasterizado em 2007 pelo produtor Van Gelder.

Takin Off é um álbum que todo fã do jazz deveria ter e ouvir. Para quem ainda não conhece o som do Herbie Hancock, serve como um incentivo e um convite para começar a conhecer a obra desse pianista tão versátil e que pode sim, ser considerado um camaleão musical, já que ele conseguiu ao longo dos anos tocar uma variedade de gêneros, sempre com a mesma competência. Boa Audição.

Track List

01. Watermelon Man
02. Three Bags Full
03. Empty Pockets
04. The Maze
05. Driftin'
06. Alone And I
07. Watermelon Man (Alternate Take)
08. Three Bags Full (Alternate Take)
09. Empty Pockets (Alternate Take)

Herbie Hancock - "Watermelon Man"


Site Oficial: Herbie Hancock

4 comentários :

  1. Sempre q vejo esta capa, lembro deste vídeo incrível (que me fez, aliás, baixar todos os discos citados)
    http://vimeo.com/4249739

    ResponderExcluir
  2. PARABÉNS PELO BLOG, EXCELENTE.

    http://marcospauloemacao.blogspot.com/

    ABRAÇO.

    ResponderExcluir
  3. Valeu pelo post!!! muito fera o blog!!!

    ResponderExcluir